O dia que D-us parou para fazer Chalah comigo…

17 de Janeiro de 2018, dia da minha Chalah inesquecível. Já fiz um post aqui falando sobre o que é a Chalah, e a receita, então vamos pular essa parte.

Ontem foi um dia bastante complicado pra mim, um dia turbulento, que sai da fabrica e dentro do carro já fui perguntando a Hashem “por que? Por que, quando mais a gente tenta fazer o certo, mais as coisas dão errado?” e Ele, ficou em silencio, ouvindo minha “reclamação”… e tudo bem. Tem dias que é assim, a gente só quer sentar e chorar, ou reclamar, ou lamentar… e tava eu lá… Antes disso, falei pra minha amiguinha, que eu estava “revoltadinha” e ia pra casa direto dormir, que ganhava mais… e ela “vai em paz”, e eu fui….

Cheguei em casa, fui para o quarto e deitei, fiquei lá uns 15 ou 20 minutos, choramingando os acontecimentos da vida… em certo momento, minha mente simplesmente esvaziou, levantei, minha mãe tinha ido na casa da minha tia, vi que ela tinha comprado fermento; meio que no “modo automático”, separei as coisas para fazer Chalah… Fermento, açúcar, ovo, óleo, água… Misturei tudo e fui peneirando a farinha, com a mente vazia, e uma sensação de tristeza, que não tem como explicar… meu celular, apitava de mensagem, minha mãe voltou,  e eu ali.. peneirando e colocando farinha na minha mistura, sem pensar em nada… fiquei amassando mais ou menos 1h, e poe farinha, e na minha cabeça “isso nunca vai dá certo, não vai desgrudar nunca!!” e a resposta que tinha é “calma, poe mais um pouquinho de farinha” e eu fazia… E minha mãe rodeava, e olhava com uma cara de que não ia dar certo, aquela bagunça…e eu ali, amassando e curtindo a minha tristeza de um dia ruim que pra mim era uma vida inteira ruim…

Aos poucos minha massa foi melhorando, e eu fui fazendo, todas as dicas, que todo mundo tinha me dado, meio que tentando salvar algo que não tinha como dar certo (pensamento pessimista total). Coloquei a massa descansar, enquanto lavava a louça, e quando virei para trançar, a massa já tinha crescido, pensei “sensacional!!! Tá, pode ser que dê certo…

Trancei a massa, e coloquei na forma, olhei aquelas trancinhas mau feitas, meio feias, e eu “é o que sei…” e coloquei no forno pra crescer…Era a hora da verdade!!! Sentei no sofá, em silencio, já passava das 19h… falei com a minha amiga, que achava que talvez meu pão desse certo… E ela: “É o Pai, tentando te agradar…” e eu, “D-us querendo fazer pão!” e ri, comigo mesmo… Tipo: “capaz mesmo”… 19:50, fui olhar como tava minha Chalah, e levei um susto, ela simplesmente tava mais que o dobro de tamanho… E eu “ual” e sorri… Todo aquele azedume do dia ruim, sumiu, e eu “olha mãe!?” e ela: “que lindo!!” e eu fiquei faceira (rsrs)… Passei o ovinho com açúcar, e coloquei no forno, e assou, e deu certo!!!! Pensei comigo: “nem parece eu que fiz”. Comi felizona… Tomei banho e fui dormi, eram umas 21:30.

Fui felizona, rezar e contar a D-us que tudo deu errado, mais minha Chalah tinha dado certo.. e Ele na sua infinita sabedoria, me respondeu:

“Nossa chalah!!”

E me lembrou de João 16:33 -> Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.

Fiquei literalmente sem palavras, D-us me mostrou que a vida é assim, como minha Chalah… Parecia que não ia dar certo, parecia que estava tudo errado, que não tinha jeito… só um pouquinho de farinha a mais, devagar, com carinho, sem pressa, e no final, com toda certeza vai sair uma Chalah linda, e boa de comer…

Toda vez que D-us se mostra, fico em um estado inexplicável… Como se eu fosse a pessoa mais importante do mundo (rsrs), Ele sempre fala comigo, responde com paciência, mais as vezes… As vezes é especial, impressiona, e faz a gente lembrar o quanto somos pequenos perto dEle, o quanto somos choramingões, e chatos…

Como Yeshua falou “tende bom animo, mesmo com as aflições!!!” e vamos ter bom animo…. Um dia ruim, que terminei feliz, tudo porque “nossa Chalah” deu certo!!!

Obrigada D-us, por estar na minha vida, todo dia, o tempo todo….

Baruch Hashem!!! Shalom…

Anúncios

Hava Nagila (Alegrêmo-nos)

Mais um final de ano, saldo do ano foi bom!!! Muitas mudanças, mais foi bom!!!

Foi gente que saiu da minha vida, gente que entrou e gente que resolveu ficar… Em 365 dias é tanta coisa que acontece que quando paro para olhar chego a levar até um susto… Muitas decepções e alegrias, momentos bons e não tão bons, o negocio é seguir em frente, e nos alegrar por estar vivo…

Deixo uma musica muito conhecida, que fala:

 “Alegremo-nos e sejamos felizes…cantemos e sejamos felizes…despertai irmãos, com um coração contente!!!”

Shalom, que venha 2018 com a benção do Eterno nosso D-us..

 Hava Nagila

Hava nagila,

Hava nagila,

Hava nagila,

Ve’ Nismecha.

Hava nagila,

Hava nagila,

Hava nagila,

Ve’ Nismecha.

Hava neranena,

Hava neranena,

Hava neranena,

Ve’ Nismecha.

Hava neranena,

Hava neranena,

Hava neranena,

Ve’ Nismecha.

Uru, Uru achim,

Uru achim belev sameach,

Uru achim belev sameach,

Uru achim belev sameach,

Uru achim

Uru achim

Belev sameach

 

Fase… Só mais uma fase… será?

Hoje aqui trabalhando e pensando na vida… A nossa vida é composta de fases? Será? Olhando para trás vejo tantas coisas que vivi tantos momentos legais e outros não tão legais assim… Aos 18 eu não tinha tantas coisas na cabeça, hoje me vejo e me sinto no meio de um olho de furação, acho que isso é uma ótima definição. Tem pressão de todos os lados e, eu sou quase uma caldeira a ponto de explodir… Nada é fácil ou simples de resolver, tudo exige esforço psicológico ou financeiro, ou os dois. Tento a todo o momento não surtar e fugir de casa, mais pra onde eu iria? (rsrs).

Quando eu tinha 5 anos (acho) inventei de fugir de casa, peguei minha chupeta, meu travesseiro e o cachorrinho e fui, corajosamente, até o portão… Sentei e fiquei; quando veio a noite, resolvi que não tinha sido boa ideia fugir, voltei pra dentro de casa, olhei pra minha mãe e falei “vou amanha”… E minha mãe só respondeu um: “ta bom” seria, pra não dar o braço a torcer que estava morrendo de rir da minha fuga frustrada… (rsrs).

Hoje em dia penso em fugir, fugir de casa, dos problemas, das dividas, das responsabilidades… Mais ai, paro e penso, (como se sentasse no portão), “fugir pra onde?” e volto pra realidade da vida e sigo me equilibrando, e penso: “quem sabe amanha..”.

Ser adulto é bem difícil, ser adulto e sozinho é pior ainda… Sei que tenho D-us comigo, mais mesmo tendo certeza que Ele esta sempre comigo, a sensação de solidão às vezes toma conta… As preocupações. Só penso que o tempo podia passar mais rápido, pra chegar logo, acabar com essa angustia, que é viver na panela de pressão. Mais ai vem D-us e fala para seguir em frente; e eu obedeço, sigo em frente… Um dia feliz um dia nem tão feliz… Mais sigo em frente, afinal, tudo acontece por vontade do Eterno…. Tenho total certeza que eu não estaria escrevendo aqui se não fosse da vontade do dEle.

Espero que tudo balance, balance e se ajeite no lugar… E que isso aconteça logo, porque mesmo confiando na vontade de D-us, sou humana e dói…

Solidão: um lugar bom de visitar uma vez ou outra, mas ruim de adotar como morada”.

Josh Billings

Sabe aquele dia ?

Bom dia Dia!!! Então…. sabe aquele dia que você acorda feliz? Poisé… hoje é esse dia!!!  Sempre tem um motivo né?! Ou será que não?! Bom… sei lá eu…(rsrs)… só sei que D-us tá comigo…

Na verdade, todo dia acordo feliz, o que acontece é que com o passar do dia a “coisa vai azedando” (rsrs).

Vou deixar uma musica feliz pra agradecer esse dia lindo e cinza aqui na minha cidade!!

I love Curitiba!!!


Mashiach

Ani ma’amin

Eu creio em meu coração

Ani ma’amin

Eu creio em meu coração

Be’emuna shelema

Há uma fé em meu ser

Beviat hamashiach

Sei que virá o Messias

Ani, Ani ma’amin

Eu creio em meu coração

Ani ma’amin

Eu creio em meu coração

Ani ma’amin

Eu creio em meu coração

Be’emuna shelema

Há uma fé em meu ser

Beviat hamashiach

Sei que virá o Messias

Ani, Ani ma’amin

Eu creio em meu coração

Mashiach (3x)

Mashiach (3x)

Mashiach (3x)

Veaf al pi sheyitmahmeha

E nem um olho nunca viu

Im kol zeh, achake loh

A glória que um dia ele trará

achake loh bechol yom sheyavoh

A maravilha está por vir

Veaf al pi sheyitmahmeha

E nem um olho nunca viu

Im kol zeh, achake loh

A glória que um dia ele trará

achake loh bechol yom sheyavoh

A maravilha está por vir

Sheyavoh (4x)

E voltará (4x)


 

Se estiver feliz, buzine!!

É…acabei de ler o livro “Pare de reclamar e concentre-se nas coisas boas”, de Will Bower ; confesso que toda vez que termino de ler um livro fico meio chateada, como se alguém tivesse ido embora… (rsrs), super indico o livro, simples e fácil de ler, e com uma mensagem maravilhosa, tem momentos para rir e para chorar… Mais um pedacinho que preciso dividir…

O Autor conta mais uma historinha, vou tentar resumir…


“… Em uma rodovia, que ele passava, havia uma placa com os dizeres “se você estiver feliz, buzine”, ao passar pela placa toda vez ele lia e pensava “que besteira” e nunca buzinava. Certo dia estava ele com a família no carro, cantando musicas infantis, e ao passar pela placa ele sorriu e buzinou a esposa não entendeu, e ele explicou sobre a placa. Na volta para casa, a esposa leu a placa para a filhinha deles que euforicamente falou “buzine papai!!”, e ele buzinou, para agradar a criança.

Depois disso, o livro relata mais algumas coisas engraçadas que aconteceram por conta da placa, e o autor conta que passou a buzinar toda vez que passava pela placa, pois aquela atitude de alguma forma o deixava feliz.

Certo dia, ao perder um cliente, ele se encorajou e bateu em uma casa próxima da placa, na expectativa de saber o por que alguém colocará uma placa escrito “se estiver feliz buzine”. Para sua surpresa, um senhor sorridente recebeu ele em casa; ele explicou porque tinha batido ali, e o senhor resolver contar a historia dele….

E é essa parte que queria dividir com vocês….

O homem contou que viveu feliz por muitos anos ali na casa, com a esposa, que ali é caminho das praias e quem passa possivelmente esta saindo de férias, ou algo similar. Ele foi muito feliz, porem sua esposa ficou doente, e o medico lhe deu 4 meses de vida. Ele e a esposa sofreram muito, e ela estava na cama com muitas dores… Então, um dia enquanto estava ele sentado na varanda da casa, olhando os carros, pensou que as pessoas que passavam pela rodovia deviam estar felizes, tirando férias; e teve a ideia de colocar uma placa com os dizeres “se estiver feliz, buzine” e fez isso. Logo nas primeiras buzinas, a esposa percebeu, e ele contou a ideia para ela, e então a senhora doente, passou a se sentir feliz imaginando que pessoas felizes passavam por ali. Nesse momento o senhor pergunta ao autor se ele quer conhecer sua esposa, e ele se prepara para ver uma senhora doente; mais quando entra no quarto, vê uma senhora sorridente e feliz…

Antes de ir embora, nosso autor faz algumas contas, e fala ao senhor que ele passa pela placa a quase 2 anos, e que ele tinha dito que o medico teria dado a senhora 4 meses de vida para a esposa dele… e o senhor sorriu pra ele..”


… o que falar ou pensar? Chorei….(rsrs) ….Ótimo livro!!!

Ana por Ana?

Hoje tava aqui trabalhando e refletindo sobre alguns acontecimentos…

Já abri Mão de coisas que achei que nunca seria capaz: Parei de comer carne, fiquei 2 anos sem chocolate, parei de tomar café, refrigerante etc etc… só para provar que sou capaz. Larguei pessoas, porque nasci sozinha, e preciso aprender que a felicidade não depende de ninguém, só do Eterno.

Ontem (27/11/17) tava eu aqui trabalhando, como sempre, e do nada começa a confusão… Primeiro vou falar sobre mim: Sempre tive sangue quente e muita disposição, e com o tempo algumas coisas melhoram outras não… Sou aquela pessoa que você pode chamar de “difícil”, quem me conhece sabe bem, e quem ainda tá em processo (me conhecendo) é bom que saiba também. Não sou o tipo de pessoa que aceita tudo fácil, minha natureza requer argumentos, pronto!! Tá armada a confusão (rsrs).

Ser mulher não é fácil, mais lidar com mulher então…vixe…(rsrs)… Vou resumir a historia: Tudo começou com um grupinho de 3 amiguinhas, e tudo era lindo…

Menina poderosa 01 (eu): vamos organizar o almoço de sábado? Dividir o cardápio?

Menina poderosa 02 e 03: Vamos!!!

E até ai tava tudo bem. Uma leva isso, outra leva aquilo; “leva em potinhos certinhos”, “não esquece que são 11 pessoas!!!” …”Ok?? Ok!!!”

…Começo da confusão…

Menina poderosa 01 (eu): gente é necessário sentar lá em baixo? Eu prefiro lá em cima…

Menina poderosa 02: eu gosto lá em cima também, não gosto de atrapalhar…

Menina poderosa 03: Não, lá em baixo é melhor! Lá em cima é muito quente…

Menina poderosa 01 (eu): Por que?? Sempre sentamos lá em cima…

Pronto!!! Armado a confusão (rsrs)….Falando um pouco mais sobre mim: sou o tipo de pessoa que levanta, arruma a cama, saio todo dia o mesmo horário, uso cores neutras, odeio chamar atenção, cursei engenharia porque gosto de exatas, sou metódica, odeio mudanças seja pequena ou grande, sento no mesmo lugar, e geralmente converso com as mesmas pessoas, não falo muito sobre mim, adoro historia e minha religião, gosto de ler e por ai vai... há quem diga que sou mimada, e sou um pouco; mais mesmo assim, sou capaz de mudar por quem vale a pena ou por bons argumentos, sempre estou aberta a escutar e a pedir desculpas, nunca falo pelas costas, a sinceridade é um defeito e ainda estou tentando consertar…

Briga vai, briga vem… Sem acordo e sem argumentos, me irritei:

Menina poderosa 01 (eu): Para um bem maior saio do almoço, e vocês sentam onde quiserem…

Fim de papo… Pedi desculpas (obvio), porque tenho consciência que sou grossinha, e a vida segue… Ahhh, sou o tipo de pessoa que pede desculpas e esquece, e no outro dia já to falando e rindo normalmente, e as vezes esqueço que lidar com pessoas é difícil, e se as pessoas são mulheres (vixe!!rs). Então o que aconteceu? Me ferrei…(rsrs) mandei “oi” e todo mundo do grupo me ignorou… e eu fiquei no vácuo (rsrs). Fazer o que? Não vou chorar porque dá rugas, e como diz minha amiga, tenho o coração peludo…A minha parte eu fiz NE? Ou será que não fiz?? Ixee… fiquei na duvida…. Mais deixo registrado meu pedido de desculpas pras meninas super poderosas: “Meninas, sorry… i Love you”!!!

PS: a gente podia ter negociado, no frio sentava em cima e no calor embaixo….kkkk